Melasma | Dermatologia | Dr. Gustavo Medronha

Melasma

 

O melasma é um quadro crônico da pele que se caracteriza pela presença de manchas escuras principalmente nas maçãs do rosto, testa, buço e dorso do nariz. É mais comum em mulheres jovens e com tom de pele mais escuro.

O melasma pode acometer além da face?

Sim. O melasma não se restringe apenas a face. Quando ocorre no pescoço, colo e braços, é denominado de melasma extra-facial.

Quais são as causas do melasma?

É um quadro dermatológico que não tem uma causa específica. Existem vários mecanismos envolvidos na sua formação, especialmente radiação solar, predisposição genética, calor e fatores hormonais, como uso de anticoncepcionais hormonais.

A gravidez pode piorar o melasma?

O melasma tem forte associação hormonal, sendo assim, é comum que ocorra uma piora das lesões durante a gestação. Nestes casos, denominamos de cloasma gravídico.

O melasma tem cura?

Infelizmente não. Porém, com o tratamento, é possível que ocorra controle das lesões. É necessário entendermos que o melasma apresenta recorrências, especialmente após exposição solar sem a devida proteção.

Quais são os tratamentos?

É fundamental o uso diário de protetor solar de amplo espectro, que confere proteção contra radiação UVA e UVB, além de proteção contra a luz visível. Deve-se, também, utilizar medidas físicas, como uso de chápeus, óculos escuros e roupas com proteção UV.

O tratamento é individualizado. Pode-se utilizar substâncias clareadoras, antioxidantes tópicos, como vitamina C, e medicações orais.

Quais procedimentos podemos utilizar no tratamento do melasma?

Pode-se utilizar peelings químicos seriados, microagulhamento com drug delivery e lasers.

É essencial entender que o tratamento do melasma é clínico e que os procedimentos são complementares à terapêutica.

Dr. Gustavo Medronha
Dermatologista

Entre em contato